As Sete Cabeças do Dragão – Escorpião

Na via Draconiana, o setenário sagrado corresponde a sete cabeças do Dragão Primordial (o próprio Caos), vou chama-lá de Vovin. As cabeças correspondem as 7 dimensões do ser.

No estudo LHP Apepiano, a primeira cabeça é a do Escorpião.

O escorpião representa o plano material, o elemento terra, que descreve toda a dimensão material onde nossa consciência está coexistindo.

Aqui, podemos fazer uma analogia com o Orixá Omulu, ele representa a terra, o mundo, o plano material. De onde tudo nasce e pra onde tudo retorna após a morte. O escorpião como signo zodiacal, também representa a morte e o oculto num nível profundo, com a pequena diferença do simbolismo ser conectado ao elemento água. O escorpião é um animal rasteiro, que consegue sobreviver em lugares inóspitos, também sua cauda é representante de poder sexual, seu veneno simboliza a dissolução das coisas, no ciclo de transformação.

A cabeça de escorpião é o nosso corpo, todos os limites do plano material. O domínio dessa cabeça é a transformação mais palpável, representando a resolução das nossas contradições com o universo que nos rodeia a nível físico.

O domínio do corpo deve ser o primeiro e mais importante passo dentro da esfera mágica na corrente draconiana, pois a partir de seu equilíbrio é possível despertar essa cabeça, afim de revelar os mistérios contidos sobre o plano material.

Este trabalho é bastante complexo, pois envolve descobrir os limites de seu corpo e o controle que tem sobre ele.

A nível mais simples, seria parar para ver que você tem um corpo e sentir-se consciente disso, sentir a temperatura que te rodeia, as diferenças que exercícios e alimentação causam nele, as tensões, as dores, os desequilíbrios, os prazeres. É desligar o piloto automático e tomar consciência daquilo que você faz de si na esfera física.

O nosso corpo é a materialização do nosso Eu Superior, entendendo ele, revelaremos para nós mesmos os mistérios que fazemos parte, tendo o entendimento disto, fica mais viável escolher um caminho a ser trilhado, abrindo portas de outras dimensões superiores para fazermos um trabalho divino mais preciso.

O estudo anatômico do corpo, possibilita por exemplo, algumas pistas da personalidade das pessoas, recomendo aqui o livro Satanic Witch, ele é um manual para mulheres manipularem homens, mas tem bastante material interessante sobre baixa magia que enriquece o conhecimento sobre os sinais que os corpos nos mostram.

Muitas das revelações que essa cabeça traz, se materializaram em livros de linguagem corporal e outras técnicas de negociação e persuasão, que aliás, também são simbolizadas pelo signo de escorpião.

Existe um rito simples e muito efetivo para a invocação desta cabeça, ele pode ser encontrado no livro The Grimoire of Sevenfold Serpent, do Michael Kelly (a versão Kindle sai por R$11,10 e pode ser usado em qualquer dispositivo, bastando baixar o app do Kindle em qualquer celular).

Pra quem tiver interesse em práticas específicas, no final da série eu revelarei onde encontrá-los.

Aos que por ironia do destino, caíram neste texto, mas sejam adeptos do RHP, o equivalente a Cabeça de Vovin, no trabalho Horiano, é a cabeça de um Anjo, vocês tem acesso a ela em um “chakra oculto” que fica acima do Sahasrara, boa sorte.

Desafio: o escorpião é um aracnídeo, tem 8 patas, 2 pinças e 1 cauda, com isso façam analogias simbólicas e postem aqui nos comentários.
Quem se arriscar ganha o ebook de um livro com exercícios dessa cabeça.

Você também vai gostar...

1 comentário

  1. Daat é a esfera oculta, plutão, escorpião, conhecimento. Daí a soma dos elementos do aracnídeo resultar em 11. Sobre o chakra, chuto que seja o mundo além, acima da coroa. É meu palpite. 😐

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *