Demônios imaginados: os Shamashim

Em Chanuka, o costume judaico é acender um candelabro, chamado chanukiah, com oito velas. Chanuka é uma festividade de 8 dias. A cada noite acendem-se o número de velas do dia respectivo. Uma na primeira noite, duas na segunda noite, três na terceira… Mas, se você prestar atenção, verá que as representações da chanukiah têm 8 velas. A chanukiah de verdade tem 9 velas. A nona vela é chamada de shamash.

Continue Reading

Médium ou Adepto?

Se tem algo que me irrita no hermetismo é como ele desfaz daquilo que desconhece ou que pode potencialmente diminuir seu valor auto-percebido.

Por isso, tomei alguns minutos para, assim como fiz com Blavatsky (que, aliás, estava a toda nessa onda), comentar um pouco sobre a visão hermética da mediunidade.

Como estudante de hermetismo por um bom período, acupunturista e médium, tenho algumas coisas a falar a respeito – afinal, frequentei ambos os meios.

Vamos a isso.

 

Continue Reading

Destilando Ódio a Blavatsky

Boba! Feia! Yogi gorda! Adepta de olho inchado! Fumante que reclama que os espíritos só vêm nas suas sessões para fumar, beber e falar putaria!

No meio oculto, alguns personagens sempre têm destaque – especialmente no hermetismo. Papus, Eliphas Levi, Crowley, Agrippa…. e, porquê não, Helena Petrovna Blavatsky. Contudo, ainda que alguns tenham sido muito conhecidos em sua época e até mesmo pelos seus posteriores, é muito difícil vermos alguém que tenha uma opinião moderna sobre esses autores.

Claro, opiniões todos têm – mas poucos textos nos dão uma ideia de como é sua escrita e qual é a sensação de ler o que o autor escreve. Mais importante ainda, pouquíssimos textos discutem a filosofia básica do autor e suas influências.

Pois bem. Façamos isso, pois acho que vale a pena.

 

Continue Reading

É permitido fumar: o lugar do pecado na prática espiritual

Alguém perguntou sobre o cigarro no judaísmo. Sendo o suicídio condenado na religião judaica, alguém perguntou, não seria o fumo uma espécie de suicídio lento e portanto proibido? Nosso rabino respondeu que não, e acendeu seu cigarro.

Há uma questão (taxonômica talvez) aqui: quão devagar seria permitido causar mal a si mesmo e ainda não ser classificado como “suicídio”? Quero dizer, seria permitido pelo judaísmo, em algum grau, fazer mal a si mesmo? Aqui me parece que há a questão do ponto de partida e do caminho desejado.

Continue Reading

Vou buscar fama entre deuses esquecidos…

As pessoas buscam fama na internet, porque, no fundo, não acreditam.

Não acreditam que seus crochês são bem costurados, que suas sobrancelhas foram bem desenhadas, que leram os livros certos, que o que fazem da vida é importante. Precisam confirmar que estão certos.

Aos berros, querem convencer que nazismo é de esquerda, que a Terra é plana, que migrantes a pé são um Walking Dead da vida real, que vencedores de Reality Shows são pessoas legais, que, se eles não podem abortar, ninguém mais pode, que todos devem se sentir culpados por gostar de mais de uma pessoa que de outras, que o sapato de solado vermelho é sempre do mesmo número mas serve em todo pé.

Precisam impor justiça, porque seu deus é impotente.

Continue Reading

Practical Magic: Astral Projection At this Season of Election.

Good time to all readers.

I wanted to share my vision of this moment, a very striking moment of reality here in Brazil, from a mystical point of view.

I used the technique of Crowley’s Book 4-Magic, and I summoned a guide in a form that was comfortable to me, a human-shaped being with raven’s feet and black wings.

I astral projected with him and then asked him to take me to the symbolic center of this conflict situation that is currently expressed, I was then taken to a place similar to a city, it was not a stone forest as a metropolis, but it had high buildings usually in pairs of two, houses, streets, parks, as would be expected of a midsize town, yet everything was destroyed, in ruins, not in complete ruin as impossible to be inhabited but in ruins.  

Continue Reading

Mágica Prática: Projeção Astral Nesta Época de Eleições.

Bom momento a todos os leitores.

Queria partilhar a minha visão deste momento, um momento bem marcante da realidade aqui do Brasil, sob um ponto de vista místico.

Utilizei a técnica do Book 4 – Magic do Crowley e evoquei um guia, sob uma forma que era confortável a mim, um ser de forma humana, com pés de corvo e asas pretas.

Me projetei astralmente com ele e então pedi para que ele me levasse ao centro simbólico desta situação de conflito que se expressa atualmente, fui então levado a um local similar a uma cidade, não era uma floresta de pedra como uma metrópole, mas tinha altos prédios geralmente em pares de dois, casas, ruas, parques, como seria esperado de uma cidade de médio porte, porém tudo estava destruído, em ruínas, não em ruína completa como impossível de ser habitado, mas em ruínas. 

Continue Reading

Resistência Mágica

É inevitável falar disso. Estamos em “tempos interessantes”, conforme diz o ditado/maldição; e é gritante que foi consolidado no Brasil um movimento sócio-político dedicado à perseguição de grupos vulneráveis. Em maior ou menor grau, diversas linhas magísticas serão implicadas por sua ascensão e precisamos discutir o que cada um, individualmente, pode fazer diante desse período escuro.

“Un rêve peut mourir mais on n’enterre jamais l’avenir!”

Continue Reading