Bibliografia Recomendada

Estamos organizando esta página com recomendações de livros para o estudo mágico. Buscamos livros que tenham edição brasileira e estejam disponíveis na Amazon, todos com links (que ajudarão o Platinorum caso seja concluída uma compra iniciada através deles). Também estão incluídos alguns livros cuja edição digital foi disponibilizada gratuitamente pelo autor. Quando estes livros já tiverem sido detalhados em um post de recomendação, também deixaremos o link para ele!

Continue Reading

Platinorum Recomenda – Um Guia à Bruxaria Tradicional

Este é um livro proveitoso não apenas àqueles que buscam a bruxaria, mas também a qualquer um interessado em conhecer o animismo (tema que surge constantemente nos posts sobre paganismo) de forma prática. Em Um Guia à Bruxaria Tradicional: A Vassoura, O Cajado e a Espada somos apresentados às bases fundamentais da tradição nomeada pelos autores como “Blacktree“, porém somos avisados em se tratar de uma proposta de bruxaria extremamente local que nos convida a usar essas bases para obter uma prática totalmente ajustada ao lugar onde estamos.

Continue Reading

Adão e o Fruto Proibido

https://images.unsplash.com/photo-1567275047905-85271aa79cb3?ixlib=rb-1.2.1&q=85&fm=jpg&crop=entropy&cs=srgb

Atribui-se a Rabbi Nehemiah, através do Talmud, a noção de que a fruta da Árvore da Vida, que Adão e Eva comeram antes de serem expulsos de Gan Eden, era um figo. Rabbi Nehemiah sugere que o uso de folhas de figueira para “cobrir o sexo” em Genesis/Bereshit 3:7 seria indicativo de que “aquilo que causa o mal deve ser usado para retificar o mal”.

Continue Reading

Liberdade religiosa: sacrifício, sexualidade e estado laico

Princípio do estado laico significa basicamente que um país ou nação não deve apoiar ou discriminar quaisquer religiões. Não significa que as pessoas que trabalham no governo de um estado laico não possam ter religião. Significa que as escolhas destas pessoas no exercício de seus cargos não devem favorecer uma religião em detrimento das demais. Também significa que uma religião não deve influenciar nas escolhas do estado.

Escrevo este texto sob a ótica de duas repetidas tentativas de criar leis vistas como “criminalização da religião”. Será que são mesmo?

Falo de:

  • Criminalização do Sacrifício de Animais;
  • Criminalização da Homofobia.
Continue Reading

A Famosa Projeção Astral

Sei que estou sendo insistente, mas:

Não há diferença entre corpo e espírito.

                Muito pode ser especulado sobre o Plano Astral, mas não há como ter certeza do que se fala, devido à própria natureza desse Plano. Porém uma verdade deve ser revelada: não existe Plano Astral. Sei que posso estar sendo muito radical, mas me acompanha no raciocínio. A ideia mais empregada é de um plano separado do físico, um local que somente depois de muito treino e técnicas mirabolantes, é alcançado. E a experiência não é bem essa. O simples fato de sonhar acordado já é uma forma de manifestação no astral, algo natural, comum. Não há um muro separando as duas realidades, só há uma realidade. Pense em um modelo de camadas, estando no centro o mundo físico e quanto mais próximo da borda mais “sutil” a realidade vai ficando. Toda vez que você medita, sonha acordado, sonha dormindo, imagina, visualiza, verbaliza, anda, come… Em tudo isso você manifesta em todos os planos, ao mesmo tempo, dependendo do seu estado você vai agir mais em um lugar do que outro.

Continue Reading

A Cabeça do Escorpião.

                Agora que falamos um pouco sobre as Divindades Draconianas vamos tratar um pouco do sistema de treinamento mágico dentro desta visão. Como disse anteriormente o sistema Draconiano, principalmente o escrito por Michael Kelly acaba por adequar-se a diversos paradigmas da mão esquerda, e alguns da mão direita também.

                Claro que esse currículo irá usar a imagem do Dragão, a Besta Perfeita, como uma analogia para os seus iniciados. No caso é usada a figura de Tiamat e suas sete cabeças. A própria pode ser tópico de um texto mais a frente. As sete cabeças são:

Continue Reading

Anotações sobre a criação e os seres humanos na Cabala, estudos do mês

Os elementos fundamentais da cabala são três. Fogo, ar e água.

A descrição do início do universo, em Gênesis/Bereshit tem ainda a “escuridão”. Uma vez que a “luz” não havia sido criada ainda, os cabalistas desde sempre registram que “escuridão” obviamente não é uma expressão literal. A escuridão é descrita como quente.

Continue Reading