Seiðr Prático – Mensagem à Todos os Pagãos

shaman_by_tavenerscholar-d6ezkzv[1]

Ao meu lado na prática da magia nórdica e ritualística pagã germânica, tenho Hugbald; e um de seus focos é na reconstrução do seiðr com base em práticas xamânicas. Com os avanços em nossos rituais, conseguimos contatos com entidades nórdicas que nos ensinam muito; e através de técnicas de incorporação, duas delas passam uma mensagem à todos os pagãos, mas que foi gravada para que possa alcançar também os mais diversos magistas. Ouçam aqui a mensagem que entidades ancestrais desejam que chegue a nós.

Imagem destacada: TavenerScholar

Esta é uma pequena forma de compartilharmos o resultado de nossos esforços com vocês – tanto de meu trabalho na ritualística nórdica quanto do Hugbald em sua trilha como seiðrmaðr. Sobre sua experiência e métodos, segue um pequeno relato escrito por ele:

“Imagine-se na total escuridão, você abre os olhos, ela o permeia. Logo mais um clarão, imagens, sons, texturas, tudo ali ao seu redor. Você sentado sobre um despenhadeiro, porém sem jamais cair, seu apoio é a Yggdrasill. O corpo físico, imóvel por mais que queira mexê-lo e os sentidos são completamente bloqueados, fica apenas a força dos braços e nada mais.

É isto que sinto toda vez ao iniciar uma sessão. Tudo está acessível daquele ponto onde tudo parece tão frágil. O foco em quem você quer se comunicar é importantíssimo, pense neles e eles estarão acessíveis. Passar as mensagens a quem está na sessão faz do praticante uma verdadeira ponte entre os mundos, sempre mantenha a concentração e não hesite em pedir ajuda, as palavras virão como precisarão vir.

 

Ardre_Odin_Sleipnir[1]
Fragmento da Pedra de Tjängvide retratando Óðinn sobre o cavalo Sleipnir; pesquisadores associam a imagem com o transe ritualístico.
Entre as entidades que nos orientam, estão Harald – que se apresenta como mago; e Gunna – uma völva. Ambos gostariam que seus dizeres chegassem a outros Ásatrúar, e mais do que isso, a todos que buscam um caminho espiritualista e magístico. Portanto, ouçam atentamente e reflitam:

“Não tenham medo”

Sjáumst bráðlega!

-Ravn

Posts relacionados

2 Comentários

    1. Eu não sou seiðrmaðr, meu enfoque é mais nas runas, apenas gravei os áudios; porém, aquele que estava incorporando durante o ritual não o fez e também não é preciso. A suposta necessidade de um homem se “efeminar” para praticar seiðr aparece mais em poemas e histórias feitas já na Era Cristã, por isso pode ser uma concepção surgida quando sua ritualística já não era mais realizada. No geral, os únicos itens essenciais serão o bastão e um capuz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *