Destino, Poder e o Ser

Boa Tarde a Todos e Todas!
Hoje continuamos com nossa série a respeito de Livre Arbítrio e Destino.

Fazendo uma rápida recapitulação, no post passado chegamos à conclusão de que somos todos seres limitados, uma espécie de biomáquina ou biocomputador sem nenhuma verdadeira liberdade de ação, produtos do Big Bang – tudo que fazemos é consequência dos pequenos átomos na nossa cabeça.

MAS!

Hoje eu reviso essa ideia. Venha comigo!

 

Continue Lendo

Uma Não-Amarração de Dia dos Namorados

Bom dia, meus caros e caras!

Como sabem, amarrações são um tópico execrado na maior parte das ordens e tradições magisticas ocidentais – basicamente por ser magia negra do pior tipo, onde uma pessoa é usada de objeto pela outra por conta dos desejos e obsessões da segunda.

Não muito diferente de forçar alguém à escravidão amorosa e sexual!

Mas, ainda assim, muitos buscam esse tipo de serviço em casas de umbanda ou de pessoas que praticam magia em geral.

A todos que se sentem inclinados a buscar essa prática, ou até mesmo àqueles que, nesse dia especial, se sentem apenas solitários e em busca de amor, o Colégio Platinorum oferece um ritual de amor sincero, não para prender os outros, mas sim para libertar a você mesmo!

Oferecemos a vocês, o poderoso ritual da não-amarração!

 

Continue Lendo

Matemática Universal

 

Há aqueles que acreditam que tudo está determinado.

E há aqueles que acreditam que tudo depende de nós.

Entre ambos, normalmente surge um sentimento violento e incômodo.

Aqueles que acreditam que tudo está determinado têm a lógica ao seu lado, pois falam da causalidade.

Já aqueles que acreditam que tudo depende de nós, evocam que a causalidade depende de nossas ações, de nossas escolhas.

Eu digo que ambas as coisas são a mesma, e que esse sentimento incômodo de paradoxo é nada mais que uma percepção limitada da realidade.

Aprofundemos.

 

Continue Lendo

Palavras de Arluz

Continuando o texto da semana passada, deveríamos passar hoje para o estudo dos deuses e de suas mutações.

Contudo, durante um trabalho espiritual, fui influenciado (em mediunidade de psicografia por inspiração, isso é, recebendo o conteúdo mentalmente e transcrevendo-o) por uma entidade que se identificou como “Arluz”, e cuja assinatura poderá ser vista ao fim dessa postagem.

O texto de Arluz parece-me fantástico, e irei aproveitar o post de hoje para transcrevê-lo aos meus caríssimos amigos e leitores, adicionando a ele pequenas notas explanatórias onde acho que seja necessário – visto que o significado de algumas partes pode ser obscuro e, presentemente, acho-me (acredito) com a memória ainda suficientemente fresca para poder discorrer um pouco a respeito de seu significado.

Vamos lá !

Continue Lendo

O Que É Um Deus

war-gods[1]

Devido a uma onda de reformismo mágico, temos visto cada vez mais pessoas contatarem entidades declaradas sombrias ou maléficas sob uma desculpa interessante:

“Essa entidade foi um(a) deus(a) pagã e benéfica no passado, cruelmente pervertida e mutada pela igreja/patriarcado opressor! Não tem problema nenhum!”

Uma enorme demonstração de desconhecimento mágico e mediúnico simples.

No artigo de amanhã, exploraremos a questão das mutações divinas – quando os deuses e entidades se transformam, mudam e aparecem em novas formas. Mas, no de hoje, exploraremos exatamente o que são Deuses, Demônios, Anjos, Entidades e assim em diante – de modo a podermos entender um pouco melhor o texto de semana que vem.

Vamos lá!

Continue Lendo