Tatuagens Mágicas: manual do mago descolado

Uma das perguntas que mais vemos em fórums, grupos e pelo facebruiks é se pode tatuar o sigilo de um demônio. Pode? Pode. Desde que você tenha uma noção completa do que está fazendo.

Post vai ser ilustrado pelo Marilyn Manson.

Vamos aos tópicos:

Existe tatuagem mágica?

Por que um músico teria mercúrio, terra, enxofre nos dedinhos?? E essas runas ali? 33? Cruz de leviathan?

Existe! Toda tatuagem é a materialização de uma idéia, um símbolo que carrega um significado. Mesmo que você tatue um pudim, ele trará um significado, sendo inútil ou não. Tatuar um palito de fósforo ou o triangulo alquímico do fogo, na prática será mesma energia.

A diferença está na carga emocional que aquele símbolo carregará para quem possui o símbolo gravado na pele. Então, se você tatuar o sigilo de Lucifer, ou escrever tio Lu, não fará diferença. A diferença está na sua relação com aquele significado.

Pra isso ser mais efetivo, o tatuador estar ciente do significado dela dará um bônus, afinal é ele que está gravando na sua pele.

O tatuador é um canal mágico entre a ideia e a materialização

Como todo tatuador é um artista, tem acesso as dimensões criativas de símbolos, mesmo que ele não estude ocultismo, ele é um mago. Quanto mais definido é o estilo do tatuador, quanto mais identidade o trabalho dele possuir, mais forte aquele símbolo carregará a energia definida pelo símbolo que você gravará na pele.

A tatuagem fica vísivel de outros planos?

Depende. O foco do artista está em gravar a sua pele, se esforçando para que aquele significado fique marcado através de um trabalho bacana!

Dali pra frente é seu papel canalizar a energia para outros corpos. Isso exige experiênicia pregressa em acessar outras camadas dos corpos sutis. Pouca gente deve conseguir chegar nesse nível.

Tatuar selos de demônios é perigoso?

Viver é perigoso meu chapa.

O que o símbolo do portador da luz faz no braço de um músico?

Depende. Você vai precisar responder várias perguntas. Qual seu objetivo tatuando algum selo? Poder? Proteção? Conexão? Lealdade? Qualquer uma delas vai ser respondida através da prática com aquele selo. Já fez evocações? Já trabalhou com aquela energia? SABE O QUE ELA SIGNIFICA?

Da mesma forma que o trabalho com as Qliphot, normalmente é guiado pelo autoconhecimento e também para transmutação daquela energia na nossa psique, tatuar o sigilo de algum daemon vai criar esta conexão com aquela energia. Se vai dar bom ou se vai dar uma merda bem grande vai depender de você e da sua relação com aquele símbolo.

Tatuar o selo de Belial pode te ajudar a se impor nos seus objetivos ou te fazer virar um megalomaníaco idiota que vai ser rejeitado por todo mundo. Não é a tatuagem que vai trazer desgraça ou benção pra sua vida. É sua relação com aquela energia.

Sigillum Dei Aemeth …
Será que o tio MM estava querendo comandar todo mundo? Um músico?

Se você for um fudido da vida que vai pagar de malzão dos capiroto, com sorte você só vai ter um número de telefone pro capiroto, com azar ele vai comer seu cu sem cuspe e com areia. Brinks, só vai atrair porcaria pra sua vida.

Mas isso não é regra, conheço gente que tem o pentagrama do Lovecraft e a vida está maravilhosa, a primeira vez que eu vi a energia do sigilo eu puxei mais kiumba que sexo bêbado no cemitério. Isso porque tudo depende da sua relação com aquele símbolo.

Tio MM era fã do bode?

Agora que já deu pra ter uma ideia de como as coisas funcionam, esta é a forma que eu sigo para fazer uma tatuagem mágica:

  1. Escolha algo que tenha um significado profundo pra você. (quanto digo profundo eu digo real profundo). Não quer dizer que precise ter uma história gigante. Quer tatuar uma espada, dê um significado pra ela, força, destreza, poder, abertura de caminho, Ogum, guerra, vitória. Você define.
  2. Escolha uma data legal pra fazê-la. Quer tatuar algo de fogo? Pega uma data astrológica que combine com isso. Áries, Leão, Sagitário… Não precisa ser uma janela astrológica, se você marcou ela, da uma olhadinha em como o mapa vai estar no momento que você provavelmente estiver terminando ela. Dê uma olhada e procure a conexão com o significado que você deu pra ela.
  3. Lembre o horário que você terminou ela, faça um mapa astral e entenda o significado fazendo as conexões com a simbologia daquele desenho. Lembre-se quanto mais forte sua relação com aquele significado, mais energia ela trará pra você.
  4. Entenda como aquela energia afetará você. Na astrologia existe o mapa de sinastria, que normalmente é usado para definir relacionamentos (amorosos, profissionais). O resultado é algo como energia da tatuagem + sua energia = energia da relação. Ele é chamado de mapa composto, eu uso o método dos pontos médios. tem no astro.com .
  5. Enquanto você estiver fazendo a tatuagem, canalize aquela energia de intendo pra ela (talvez vá doer mais porque você estará sentindo aquela energia). Escolha fazer isso mais pra finalização dela, porque ali estarão todos elementos, água, fogo e terra. O ar será o seu pensamento. Não precisa dar uma de masoquista e ficar sentindo TODA a tatuagem. Mas se você curtir, pode.
  6. Peça para algum espírito, deus, egrégora ou whatever ajudar no processo de energizar aquela tatuagem enquanto ela estiver sendo feita. Como todo tatuador é um artista, ele pode ser inspirado pela entidade e canalizar aquela energia, afinal é um processo artístico de materialização.
  7. Escolha o lugar do corpo adequado. Existe uma simbologia extensa sobre as partes do corpo. Estude-a, tente adequar ao que você quer. Na medicina tradicional chinesa, existem pontos importantes de energia, saber usá-los ou evitá-los contribuem para o processo.
  8. Escolha um tatuador bacana. Não adianta tatuar com o Zé que faz um precinho bacana porque ta começando e achar que vai soltar raios pela cabeça. Quanto mais elaborado aquele símbolo, mais ele afetará você e as outras pessoas.
  9. Último e mais importante: você não precisa fazer nada do que foi escrito até aqui. Se você quer rabiscar a pele, não perca tempo e energia fazendo o processo todo que eu citei neste post. Só vá e faça! Não precisa noiar com o perfeccionismo de seguir um be-a-bá. Acima de tudo a tatuagem é algo que vai ficar com você pro resto da vida.

Não existe nada demais nesse processo. Ele é equivalente a consagrar uma arma mágica. Mas escolha bem a energia que você carregará na sua pele. Sinta e entenda ela antes de gravá-la em si mesmo. O rabisco vai durar a vida toda, talvez várias vidas, então lembre-se disso.

Nada é pra sempre, mas pode durar pra caralho.

Dúvidas e curiosidades? Pergunta aí.

Bons rabiscos.

Você também vai gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *