A Famosa Projeção Astral

Sei que estou sendo insistente, mas:

Não há diferença entre corpo e espírito.

                Muito pode ser especulado sobre o Plano Astral, mas não há como ter certeza do que se fala, devido à própria natureza desse Plano. Porém uma verdade deve ser revelada: não existe Plano Astral. Sei que posso estar sendo muito radical, mas me acompanha no raciocínio. A ideia mais empregada é de um plano separado do físico, um local que somente depois de muito treino e técnicas mirabolantes, é alcançado. E a experiência não é bem essa. O simples fato de sonhar acordado já é uma forma de manifestação no astral, algo natural, comum. Não há um muro separando as duas realidades, só há uma realidade. Pense em um modelo de camadas, estando no centro o mundo físico e quanto mais próximo da borda mais “sutil” a realidade vai ficando. Toda vez que você medita, sonha acordado, sonha dormindo, imagina, visualiza, verbaliza, anda, come… Em tudo isso você manifesta em todos os planos, ao mesmo tempo, dependendo do seu estado você vai agir mais em um lugar do que outro.

                A percepção é algo interessante. Normalmente não prestamos atenção em mulheres grávidas, porém quando há uma mulher grávida em nossa vida as coisas mudam. Quem procura encontra. Quem estuda Gematria costuma a ver números e correlações em todos os lugares. Se você não se preocupa com o Astral, provavelmente não vai percebê-lo. Se não está entendo às energias, não vai conseguir trabalhar com elas. Simples assim. Quer que eu prove?

Exercício 1: durante os próximos dias pare de andar olhando para o chão, tente ficar atento a TUDO que te cerca, imagens, sons, cheiros, sensações, gostos. TUDO. Peste o máximo de atenção sem se apegar a nada. No fim do dia escolha um local aleatório e revisite em sua imaginação, quais os detalhes que mais te impressionaram?

Exercício 2: visualize o rosto de alguém conhecido, nos mínimos detalhes. Agora só se lembre de uma cena em que essa pessoa esteve com você, só lembre tudo o melhor que puder. Qual foi mais fácil?

Exercício 3: escolha algo completamente aleatório, um objeto, animal urbano, cor. Qualquer coisa que você provavelmente vai encontrar no seu dia. Antes de dormir, e ao acordar visualize essa coisa da maneira mais vívida que puder, deseje encontrar. Porém ao sair de casa esqueça, só deixe rolar.

                Perceber é viver.

                Muitas pessoas querem agir no Astral, mas buscam algo impossível: outra dimensão acessada por estados alterados de consciência, algo separado ou quase separado da realidade física. ISSO NÃO EXISTE! É tudo uma coisa só. Você não faz magia, você é magia! Todo ato seu já é mágico, mas você não presta atenção. Eu também não sou tão atento quanto posso parecer, é natural do ser humano buscar o conforto e separar isso daquilo. Colocando tudo em tabelas! Porém a natureza não se importa muito com explicações, menos ainda com tabelas.

                Mais um aspecto é o sonho, mas não o sonho dormindo. Esse aí tem um monte de gente falando as mesmas técnicas, e elas funcionam! Digo o sonhar acordado. Sentar, relaxar um pouco, e sonhar, imaginar belos lugares, batalhas, sexo… e, de repente uma entidade aparece e começa a falar com você! Foi assim que percebi o potencial disso. Comece só sonhando acordado, e anote isso, tente não fazer muita força, vai estragar a experiência, a coisa tem de fluir naturalmente. Também não tente ser algo relacionado ao esoterismo. Dê uma chance de visitar o seu livro ou série favorita. ISSO É UM EXERCÍCIO.

                Quando estiver confiante, o que surpreendentemente demora pouco comece a tentar coisas mais ousadas, como conversar com aquele sigilo, visitar locais no passado, ou, se você estiver familiarizado com alguma egrégora, falar com alguma entidade.

                Mas qual a diferença entre a minha imaginação e a real entidade?

                Aí é que está: não sei. Demorou um tempo até o eu perceber isso, é um sentimento. Não é algo que eu consiga explicar. Uma técnica é visualizar um pentagrama, ou o símbolo de sua egrégora, em cima da entidade, se ela não dissolver, há grandes chances dela ser real e de não estar ali para te machucar.

                Mais adiante tente entrar no estado de “quase dormindo”, esse é mais difícil de controlar, deve haver uma firme intenção no que está fazendo e no resultado esperado. Haverá vezes em que você irá ver ou agir em situações. É algo muito gratificante e bom. Umas duas vezes eu senti que saía do corpo, nas outras eu simplesmente aparecia no local e fazia o que tinha de fazer, na maioria das vezes muito consciente. Outras vezes só encontrei soluções para o que queria.

                Técnica do Quase Dormindo.

                Conselhos: não esteja de barriga cheia. Não esteja exausto. E não tente realizar uma meditação. Decida o que vai fazer antes.

                Como fazer: sente-se confortavelmente, pode ser no sofá, ou no chão com algumas almofadas. Não faça um asana, só sente de maneira que consiga relaxar. Poltrona de ônibus é o melhor exemplo. Respire profundamente algumas vezes. Sinta cada parte do seu corpo relaxando, começando pelos pés.

                Sinta como se fosse uma nuvem voando sem rumo pelos céus. Só sinta a leveza, não force nada. Se tiver dificuldades, tente sentir como se estivesse em um barco, sofrendo o balanço das ondas.

                Haverá um momento em que estará relaxado, mas ainda não estará “quase dormindo”, então comece a buscar a visualização que deseja. Se desejar falar com alguma entidade conhecida comece visualizando o sigilo, cantando mentalmente o ponto ou o mantra. Se quiser ir a algum lugar, visualize-se no lugar. Não faça força, deixe rolar. Com a prática você “apagar” e “acordar” onde desejava.

                Claro que as primeiras vezes isso não vai acontecer. Mas não desista. A primeira vez que consegui, não percebi que dormi, para mim aconteceu tudo direto. Algumas vezes ainda é assim, eu simplesmente não sei se entrei em “quase sono” ou não, só deixo acontecer.

                Dica: faça um bom sexo, dedique-se e aproveite. Quando terminar só feche o olho e mantenha a vontade firme no seu objetivo. Não vá esquecer-se de avisar o outro do que você vai fazer, afinal, tem gente que gosta de ficar conversando depois.

                Espero ter ajudado a quem está buscando uma experiência mais intensa. Tudo isso aí eu descobri fazendo. Dê uma chance e depois comenta.

                O DRAGÃO VIVE!

Você também vai gostar...

1 comentário

  1. Amei essa visão não “fantasiosa” do astral… passa um respaldo tão científico. Tenho lido as postagens do site no ultimo mês e queria agradecer, tem sido muito inspirador e esclarecedor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *