Baixa Magia

Magia não é só teatralidade, usar ferramentas consagradas, banimentos e todo esse ritual que você é acostumado a definir como magia. “Nossa fiz magia hoje”, disse qualquer imbecil que não estudou nada a fundo o suficiente pra dar uma característica melhor ao que se conhece sobre práticas mágicas.

Mas há um nível mais complexo e difícil de se ter maestria, está sendo feita com esmero por milhões de pessoas ao redor do globo. Sem nunca ter lido Levi, sem ter a mínima ideia de quem tenha sido Crowley, ou o que diabos seja a Thelema, até mesmo a Golden Dawn. São magos que estão tendo sucesso em sua vida financeira, amorosa e profissional. São os magos de baixa magia.

Sabe o que é baixa magia? Esse nome é horrível, não define nada além da babaquice alheia em achar que é uma magia suja. De fato ela é, porque não é qualquer um que pode meter a mão no lixo e construir uma vida fantástica. Sem ter que recorrer a entidades, divindades e ritos antigos que você só repete sem ter a minima ideia do que seja e signifique o sinal de entrante.

Essas pessoas aprenderam o poder que as palavras, a linguagem corporal e um pouco sobre a mente e o comportamento humano tem a ensinar, afinal, do que adianta saber tudo sobre o cosmos se tu não sabe nem porque prefere verde ao azul?

De quem são esses olhos que escaneiam essas palavras em um monitor, escrito por alguém desconhecido?

Se liberte de todo esse entulho que disseram pra você que é a magia, jogue fora todas as fórmulas mágicas que você custosamente demorou pra decorar e juntar alguma grana pra comprar aquele livro fancy pra postar no grupo de magia que você agora possui.

Baixa magia é o controle e manipulação dos artigos materiais que temos acesso. O principal deles é a linguagem. É algo que a propaganda faz melhor do que 99% dos ditos ocultistas ao redor do mundo. Você sabe escolher as palavras certas pra ser entendido? Você consegue definir a pessoa que senta na sua frente em pouco tempo, para poder usar isso tudo a fim de obter aquilo que deseja?

Como escrito no artigo Os Motivos, é mais fácil contratar um assassino do que fazer magia de morte.

Comece usando os artifícios que você tem a mão. Contatos, lábia, charme, negocie. Se nada disso estiver ao seu alcance, aí você pode recorrer aos ritos e tudo mais que tem disponível por aí.

Lembre-se que usar uma espada não te faz um espadachim. Seja a própria espada.

Você também vai gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *