Dia 13 de maio é dia dos Pretos-Velhos

Hoje é comemorado o dia dos Pretos-Velhos na Umbanda.

Dia de comemorar com festa estas entidades que representam velhos negros e negras, espíritos de antepassados. Velhos escravos que voltam à terra para ajudar as pessoas, e são muito queridos pelos fiéis.

A simbologia por trás do arquétipo dessa linha, está na de que superado todas as adversidades da vida,eles se iluminarem através da paciência e do perdão. São linhas poderosíssimas dentro das conhecidas de umbanda, só ficam atrás da linha de Erês que é tida como a mais poderosa, se assim pudermos colocar.

Carregam o poder da sabedoria dos nossos ancestrais, da paciência e também da cura.

Existem também as linhas de pretos-velhos quimbandeiros, que são entidades pouco conhecidas, pois há um dogma que toda entidade de esquerda é Exu e por isso eles não se revelam nas casas, já que os dirigentes costumam não aceitar a existência desse tipo de entidade. São entidades muito respeitadas no astral e um tanto quanto diferente do semblante paciente dos pretos-velhos de direita.

Por ser da linha das almas, eles tem papel fundamental como psicopompos, fazendo resgates e encaminhando espíritos perdidos a seus destinos.

Quem é aquele velhinho,
que vem no caminho andando devagar?
Com seu cachimbo na boca,
puxando fumaça e soltando no ar.
Ele é do cativeiro, é Pai Benedito ele é mirongueiro
Ele é do cativeiro, é Pai Benedito ele é mirongueiro.”

Se a pedra é dura
È dura de quebrar
Coração que nao bambeia
Hoje tem que bambear,
Eu pisei na pedra
E a pedra balanceou
O mundo estava torto
E Pai Joao endireitou”

Adorei as almas! Salve os Pretos-Velhos!

 

Você também vai gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *