Da evocação de novas entidades

Um bom momento a todos os leitores.

Nesta primeira peça que escrevo neste distinto espaço, gostaria de expressar meus pensamentos sobre a evocação de entidades, que não são catalogadas em fontes públicas ou facilmente acessíveis deste tipo de conhecimento.

Começo com a dúvida do porque tentar evocar uma entidade nova se existem grimórios e procedimentos religiosos ancorados em tradições e fé, e minha resposta para isso seria a mesma que uma pessoa daria do porque contratar um especialista em uma área e não outro.

Existem muitos especialistas de áreas bem obscuras na nossa realidade mundana, alguns bem conhecidos, famosos e boa reputação, e outros mais desconhecidos por inúmeros motivos, porém de qualidade igual ou superior.

Então com entidades é algo similar, talvez uma entidade tenha uma especialidade bem local ou é nova na realidade astral do planeta, seja vindo de outras dimensões ou atingindo a libertação do ciclo das almas há pouco tempo, entre tantos outros motivos para que uma entidade seja relativamente desconhecida e boa em seus atributos. Para grandes entidades não preciso desta justificativa, uma vez que elas são bem conhecidas e famosas, inclusive com o público leigo.

Se você decidiu que deseja contato com uma entidade, você está fora de um método religioso e ela não se revelou a você, como é uma realidade de muitos, você mesmo assim pode tentar entrar em contato com ela.

Um método que sugiro para os que têm o dom da visão astral é se cercar de símbolos relacionados aos atributos de uma entidade que você queira atrair, como livros de lei para uma entidade relacionada ao sistema judiciário, por exemplo, após isso, realizar seu tipo de banimento de maior afinidade, de acordo com a bibliografia que você segue e se abrir a esta ideia, aguardando para ver quem responde. Para os que não têm o dom da visão astral, sugiro um procedimento similar, só que ao invés de se abrir a ideia e ver a entidade que se manifesta, você adormece e se permite ser contatado em seus sonhos, reforço aqui a ideia de banimento.

Após do contato com a entidade é importante notar como ela se apresenta para você, absorvendo a maior quantidade de detalhes possível da experiência, da forma da entidade, do ambiente, no que ela diz trabalhar e do nome que ela se apresenta, todos estes detalhes serão importantes depois, pois uma nova dúvida surge que é como saber se este contato foi uma experiência real, dentro do que se espera como real em uma experiência metafisica e a entidade é o que ela diz ser.

Uma solução para isso que o público no geral pode empregar é a utilização de métodos divinatórios e a coerência que eles apresentam com a informação fornecida pela entidade, sugiro a utilização de mais de um método, seja tarô, geomancia e outros de sua preferência. Citando um exemplo, se uma entidade se apresenta para você em um ambiente aquático, mas uma consulta de geomancia a coloca como associada ao fogo, existe algo de errado nisso.

Vamos agora ao um exemplo prático aberto aos leitores, tentemos entrar em contato com a entidade Satoshi Nakamoto, o desconhecido criador do bitcoin, porque o conjunto de pensamentos associados a ele, o impacto de sua obra e o mistério de sua identidade, mesmo se ela for revelada posteriormente, já formam um manto de ideias, que pode ter sido vestido por alguma entidade.

Então para o contato com esta suposta entidade, podemos usar o seu trabalho sobre blockchains, sites de criptomoedas, o símbolo do bitcoin, mas aconselho deixar estas informações em páginas abertas em um computador, pois uma das características da obra dele é ela não ter correspondência material, e ao contrario de outros “deuses” do comércio que são mais relacionados à terra devido a parte material do dinheiro, a obra de Satoshi existe somente no campo das ideias e do virtual.

Cerquemo-nos de itens que remetam a ideia dele, banimentos de preferência e nos abrimos como um chamado a esta possível entidade que responda por este manto de ideias.

Se sentirem a vontade, peço que compartilhem seus resultados nos comentários.

Grato a todos pela atenção.

Dheib.

 

 

 

 

 

Você também vai gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *